O Sarampo voltou???

Olá!!!

Hoje falaremos sobre o Sarampo. Você já ouviu falar dele?

 

SARAMPO

Sim, o Sarampo era bem comum há alguns anos -muito provavelmente você ou alguém que você conheça já o adquiriu- e estava extinto desde 2016 do Brasil e de todas as Américas.

No entanto, só nos primeiros meses deste ano ocorreram 1864 casos no Mundo, sendo que 1427 originaram-se na Venezuela.

O Brasil desde fevereiro de 2018 enfrenta um surto com mais de três mil casos suspeitos e 527 casos confirmados, sendo que 517 correram nos estados do Amazonas e de Roraima- regiões vizinhas à Venezuela- e apenas um caso ocorreu em São Paulo.

Por conta disso, vamos tentar esclarecer algumas dúvidas referentes à doença.

1) Como posso adquirir o Sarampo?

O Sarampo é uma doença viral, a qual é transmitida pelo contato com as secreções das vias aéreas de uma pessoa contaminada, principalmente, dois dias antes e dois dias após o surgimento do “vermelhão” característico da doença, que explicaremos abaixo.

2) Quais são os sintomas da doença?

O Sarampo, por ser uma doença viral, costuma abrir o quadro com sintomas gripais como febre, tosse, coriza e conjuntivite.

Sarampo-Conjutevite-Dr-Joseph-El-Mann

Após cerca de cinco dias, podem aparecer lesões pelo corpo- um “vermelhão” que se inicia da cabeça e que vai até os pés e não poupa as palmas das mãos e/ou a planta dos pés.

 

Alguns dias depois do aparecimento do vermelhão é que ocorre a redução ou fim da febre- exceto se houver infecção bacteriana secundária.

O “vermelhão” some após uma semana, em média, com a descoloração e a descamação da pele.

Podem surgir também, manchas brancas na mucosa da boca, conhecidas como sinal de Koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas.

3) Quais as possíveis complicações? 

Como toda doença viral, as principais complicações são bacterianas.

Após o quadro podem ocorrer otites, pneumonias, laringites e diarreia.

No entanto, a encefalite é o quadro mais preocupante, que embora raro, pode ser letal.

4) Quais os grupos de risco para as complicações?

Em geral, as pessoas com baixa imunidade. Dentre elas: as crianças menores de cinco anos, adultos com mais de 20 anos, gestantes e pacientes com condições de imunossupressão, como por exemplo, portadores de leucemia e pacientes que vivem com HIV/AIDS.

5) Existe tratamento para a doença?

Como toda a doença viral, não há tratamento específico para ela. A pessoa deve fazer repouso e receber hidratação adequada e anti-térmicos, se houver febre.

O uso da Vitamina A por via oral, por dois dias consecutivos, tem demonstrado melhora nas taxas de morbimortalidade e seu uso tem sido preconizado pela Organização Mundial de Saúde.

6) Quem deve receber a vacina ?

O Ministério da Saúde recomenda para crianças o esquema vacinal com uma dose (tríplice viral-Sarampo, Caxumba e Rubéola) aos 12 meses e outra dose (tetra viral- Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela[Catapora]) aos 15 meses de idade.

Para adolescentes e adultos até 49 anos:

• Até os 29 anos – duas doses, podendo ser doses da vacina tríplice ou da tetra viral

• Dos 30 aos 49 anos – dose única, podendo ser da vacina tríplice ou tetra viral.

Aqueles indivíduos que já receberam duas doses da vacina tríplice ou da vacina tetra viral, durante a vida, não precisam mais receber novas doses da vacina.

 

7) Quem não deve receber a vacina?

  • Casos suspeitos de sarampo
  • Gestantes – devem esperar para serem vacinadas após o parto. Caso esteja planejando engravidar, assegure-se que você está protegida. Um exame de sangue pode dizer se você já está imune à doença. Se não estiver, deve ser vacinada um mês, antes da gravidez. Espere pelo menos quatro semanas antes de engravidar.
  • Menores de 6 meses de idade
  • Imunocomprometidos

 

8) E quem não se lembra ou não tem registro de ter recebido a vacina?

Na dúvida, quando não houver o registro das doses aplicadas previamente, deve-se considerar o indivíduo como não vacinado e ele deve receber o esquema para a idade. Eventuais doses adicionais não trazem maior risco.

9) Mas a vacina não está disponível há muitos anos? Porque houve este surto então?

No Brasil, desde 1982 o Instituto FioCruz fabrica a vacina. E desde 1984 existem campanhas de vacinação contra o Sarampo.

No entanto, a meta de vacinação do Ministério da Saúde é de no mínimo 95% e só em 2017 a meta alcançada foi de 84,9% e de 71,5%, para a primeira e segunda dose da vacina, respectivamente.

Demonstrando, portanto, uma queda considerável na adesão à vacinação.

10) Ouvi falar que haverá uma Campanha de Sarampo? Quando será? 

A vacinação contra o sarampo é a única maneira de prevenir a doença.

Neste ano, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo será realizada entre 6 e 31 de agosto, sendo o dia 18 de agosto o dia de mobilização nacional – o ‘Dia D’.

SARAMPO

11)  E para quem vai viajar para áreas com o Surto de Sarampo , qual a recomendação?

Recomenda-se uma dose precoce de vacina tríplice viral para crianças de seis a 12 meses de idade que viajem internacionalmente para áreas de risco ou nas localidades onde estejam ocorrendo surtos.

A dose administrada, nesta faixa etária, não será considerada válida para o calendário de
vacinação, devendo ser agendada a administração de dose da vacina tríplice viral para os 12 meses e da tetra-viral para os 15 meses de vida.

 

Por hoje é só!

Dúvidas ou sugestões? É só escrever aqui embaixo ou na página do Facebook da Clínica Gonçalves: http://www.facebook.com/clinicagoncalvessr

Até Breve,

Dr. Vinícius F.Z. Gonçalves- Pediatra e Neonatologista

 

Fontes:

Atualização sobre Sarampo- Sociedade Brasileira de Pediatria ( Julho/2018)

Ministério da Saude- Site: http://portalms.saude.gov.br/component/tags/tag/sarampo

Imagens:

Site Central Diseases Control (CDC)

Site Ministério da Saúde

Site http://www.elmann.com/sarampo-sintomas-tratamento-prevencao/

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s